A instrução faz parte da educação

Não esconda sua arma em cantos, buracos, partes altas, móveis e outros….Mantenha sua arma segura em cofres e/ou com cadeados ou cabos de aço, mas ensine aos seus filhos o que é uma arma de fogo, o perigo que ela representa e o porquê elas jamais devem mexer em suas armas.

Crianças são curiosas e isso é o motivo de que não importe onde estejam suas armas, elas irão achar uma hora.

Me lembro quando era criança eu esperava meus pais dormirem para “caçar” o revólver do meu pai até descobrir que ficava no quarto. Quando eles estavam ocupados eu ia lá e procurava, fiz isso durante meses até achar. Quando descobri peguei a arma e para minha sorte e surpresa havia um cadeado no gatilho!

Então meu pai também descobriu que eu achei e mexi, e veio conversar comigo.

Essa experiência foi muito importante para nós dois.

Hoje ele é falecido e sua arma está comigo, é um revolver RT73 que nunca irei vender em toda minha vida, um pedaço de aço que era algo que ele mantinha junto ao seu corpo e uma herança que eu tenho que me permite chegar o mais perto dele possível.

Seguindo esse acontecimento fiz o mesmo com minhas filhas. Havia uma curiosidade absurda elas rodeavam o armário onde fica o cofre e então resolvi chamar as duas e mostrar as armas. Elas ficaram atentas e sérias, peguei minhas armas, sem munição obviamente, deixei elas segurarem nas mãos e sentirem o peso, expliquei o que são, para que servem o que pode acontecer e o que eu faço com elas, sendo que uso em atividade desportiva e para segurança residencial familiar, nossa.

Depois disso o interesse desapareceu, percebo que elas passam pelo mesmo local e não se importam mais, cheguei a fazer um teste mantendo uma arma na mesa, desmuniciada, obviamente, e com cadeado de segurança e para nossa felicidade viram e não colocaram a mão, procuraram a mamãe para avisar que o papai tinha “esquecido” a arma na mesa!!

Acabou a curiosidade e começou o respeito.

Essa é a minha experiência que eu quero dividir com vocês. Se resolverem fazer igual, conversem com suas esposas para que ambos concordem, explique com didática adequada e tolerância para todos e a importância do respeito e distância da arma de fogo em seu local de guarda. Dependendo a idade da criança use imagens e vídeos (não violentos claro) apenas para ilustrar a prática esportiva e etc…

As armas são pesadas e só isso já tira o interesse delas, ajude a criança a segurar a arma, fale sobre o dedo no gatilho e mantenha a arma com cadeado nesse momento. Mesmo desmuniciada lide como se estivesse municiada.

Não dê 100% de autonomia à criança no momento da apresentação para que sintam o perigo e a responsabilidade ao mesmo tempo.

Crianças são muito inteligentes.

“Eduque a criança no caminho em que deve andar, e até o fim da vida não se desviará dele”

* É bom esclarecer que essa postagem refere-se às crianças pequenas que ainda não tem a menor condição de serem iniciadas no esporte. Uma segunda abordagem é necessária para quando a criança tiver condições de decidir pela prática ou não.